Estória para se contar: À Mente 4

sábado, janeiro 24, 2015

Quero agradecer aos comentários do último post do "Estória para se contar: À Mente 3". Fico feliz de mais em saber que vocês estão gostando das estórias. Sei que não são estórias alegres, mas escrevi em uma fase que não estava triste, mas que algumas coisas me incomodavam.

Mas vamos lá, começando a primeira postagem de 2015 contando que estou com o projeto do meu livro que se chamará "Olhos da escuridão" que espero, conseguir publicar ele até início de março. E o primeiro lugar em que irei divulgá-lo com certeza será aqui no blog, para vocês! Então aguardem!
Agora, vamos para a próxima estória da série À Mente?
Boa leitura!!! 


Desculpas?
É isso o que falas pra mim! Como se isso fosse o suficiente para eu esquecer o que tens trazido todos os dias à tona. Desculpas é o que sabes dizer? Eu sou obrigada a rir, pois desculpas zombam com a minha cara, desculpa é uma palavra que voa com o vento para longe.
Mente, não seja ridícula! Você sabe que eu não acredito em você. Pois em todos os momentos que eu tenho pensado que tudo acabou, que a alegria está começando a surgir, você trás de volta todas as lembranças que achei que havia esquecido.
Eu cansei de pedir pra você não trazer-me mais essas lembranças, pois você não sabe o quanto isso machuca, o quanto dói ter essas lembranças revividas em minha mente!
Eu cansei de pedir, agora vou lutar para conseguir trazer a alegria de volta a minha vida. Poder sorrir sem precisar fingir, ou ter que responder que está tudo bem, quando a minha vontade é permitir que as lágrimas escorram livremente por meu rosto. Mas, tudo o que faço é fechar os olhos, respirar fundo e sorrir, deixando as lágrimas escondidas para o momento em que eu estiver em meu quarto.
Não vou deixar que os outros pensem que sou fraca por sua causa mente. E, muito menos que pensem que é por causa de um ser qualquer que brincou com o que eu sentia! Pois eu sei, um dia irei encontrar um outro alguém que tome o lugar deste que insistes em me fazer lembrar.
Irei encontrar alguém que faça meu coração disparar, o sorriso surgir involuntariamente, as mãos suarem e as pernas ficarem bambas. Um dia, irei amar um outro alguém de uma maneia incomum onde não existiram palavras que descrevam tal sentimento.
Mas enquanto isso não acontecer continuarei lutando para conseguir a minha alegria de volta e finalmente conseguir enterrar toda a dor que ainda me fazes lembrar mente.
Irei sorrir sem existir máscaras de sorrisos falsos que escondem as lágrimas. Eu irei esquecê-lo!
Eu irei ser feliz custe o que custar, leve o tempo que for. Eu serei feliz!


Fim.


Quem quiser acompanhar o Calianices, é só seguir: FacebookGoogle +YoutubeInstagramTwitter.

Veja também:

6 comentários

  1. Amei, e que de tudo certo para você lançar seu livro logo! Boa Sorte! Muito Sucesso.

    Beijos
    http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ju, tomara mesmo, estou aproveitando as férias para isso! Pois depois com a faculdade se torna um pouco difícil.

      Excluir
  2. Nossa, você é inspiradora cara. Queria organizar minhas ideias, sentar e escrever, escrever, escrever! Parabéns pela sua organização e pelos seus textos *-* Quando publicar seu livro faz toda a campanha por aqui, que quero ver \o/ Sucesso pra você!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Thay. Infelizmente hoje não consigo escrever tanto quanto eu conseguia antes por conta da faculdade. Mas sempre que posso estou escrevendo, nem que seja um pouquinho no meu tumblr, ou até mesmo alguma estória curta.
      Faça isso, nossa, é uma sensação muito boa escrever (apesar de eu sempre achar que meus textos são ruins). Com certeza irei divulgar o meu livro aqui sim!

      Excluir
  3. Acho lindo o dom que algumas pessoas tem de transmitir seus pensamento para palavras em papel (no caso em um computador, mas o intuito é o mesmo). Parabéns por esse talento e boa sorte com o livro! :D
    Beijinhos!
    www.vaidosaefeminina.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muitíssimo obrigada! Mas não chamaria de dom, é apenas uma paixão pelas palavras... Escrever foi algo que eu sempre gostei, mas nunca havia parado para escrever uma estória, até que uma amiga me falou sobre fanfic, e desde então passei a escrever e as estórias só tem melhorado.
      Espero que tudo dê certo!

      Excluir

Seguidores